De funcionário da franquia a empreendedor

De funcionário da franquia a empreendedorO início do ano é sempre uma época de reflexão, revisão dos planos e planejamento para o futuro. É cada vez maior a ambição dos brasileiros em abrir seu próprio negócio. Segundo o SEBRAE, cinco em cada dez brasileiros de até 30 anos gostariam de montar sua própria empresa. De acordo com a pesquisa, hoje o Brasil conta com 27 milhões de micro e pequenas empresas, que movimentam 25% do PIB, representam 40% da massa salarial e respondem por 52% da geração de empregos formais.

A microfranquia, modalidade de baixo investimento que possibilita ao franqueado atuar sem um ponto de venda fixo, atrai empreendedores iniciantes, que precisam de um suporte na hora de abrir o primeiro negócio. Segundo dados divulgados pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), a modalidade, que chegou ao Brasil em 2010, já conta com 336 redes e 12.500 unidades, gerando cerca de R$ 3,8 bilhões por ano.

A rede MegaMatte, hoje com mais de 15 anos de mercado e 104 unidades abertas, decidiu investir nesse modelo. Em fase de teste, o quiosque do condomínio O2 tem como sócio um balconista de outra unidade. Para o diretor de desenvolvimento da rede, Rogério Gama, o baixo custo e a alta rentabilidade do modelo, junto com a mobilidade, são alguns das vantagens. “A adaptação para vários locais como shoppings, academias e mercados é uma ótima opção para quem deseja entrar neste segmento sem enfrentar muitos riscos”, acrescenta o diretor.

Candice Marocco, dona da rede de tabacarias CandiceCigarCo, possui lojas tanto no formato de quiosque como em tamanhos maiores. Segundo ela, os formatos menores são mais vantajosos, não só pelo menor custo de investimento, como pela facilidade de instalação, já que eles são mais fáceis de adaptar.  “Essa praticidade de instalação acaba atraindo empreendedores que buscam um retorno de investimento mais rápido. Isso porque eles acabam ficando menos tempo procurando um bom ponto comercial, que hoje está demorando de 18 a 36 meses para ser encontrado”, completa a empresária.

GD Star Rating
loading...

1 COMENTÁRIO

  1. Nesta matéria, vcs informam que a franquia, segundo a ABF começou no Brasil em 2010, é isto mesmo? Também nesta matéria informa que o faturamento ano foi de R$3,8 bílhõe, está correto? Já ouví e lí falando-se em R$15/16 bilhões ano. Gostaria de ouvir resposta de vcs neste sentido de dúvidas?
    pedroazevedofilho@yahoo.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here