Prêmio Nobel de Economia acredita que o Bitcoins deve ser proibido

A polêmica que envolve as Bitcoins e todo o mercado que surgiu em torno da moeda virtual, não para de crescer.

Depois das fortes valorizações registradas em dezembro de 2017, cada vez mais economistas, contrários à moeda, passaram a emitir opiniões cada vez mais contundentes em relação às Bitcoins.

Agora foi a vez de Joseph Stiglitz, de 74 anos, Prêmio Nobel de Economia em 2001 e ex-economista-chefe do Banco Mundial, que não usou não usou meias palavras ao falar do Bitcoins.

Em meio ao furor sobre a moeda virtual, que esta semana ultrapassou a barreira de US$ 12 mil, crescem as dúvidas quanto à sua estabilidade e seu futuro.

Por que as pessoas querem ter Bitcoins?

Em entrevista à BBC, o economista americano explicou por que acredita que as Bitcoins deveriam ser proibidas no mundo inteiro.

“Por que as pessoas querem Bitcoins? Por que as pessoas querem uma moeda alternativa? A verdadeira razão pela qual as pessoas querem uma moeda alternativa é participar de atividades ilícitas: lavagem de dinheiro, evasão fiscal”.

“O que realmente devemos fazer”, disse Stiglitz, “é exigir a mesma transparência nas transações financeiras com Bitcoins que temos com os bancos”.

Mas se isso for feito, acredita o economista, o Bitcoins “simplesmente entraria em colapso”.

A assustadora valorização das Bitcoins

No último ano, o chamado “ouro digital” cresceu mais de 1.200% e muitos analistas acreditam que isso poderia ser a maior bolha financeira da história.

Ao contrário das moedas convencionais, os Bitcoins não são regulados por governos, grandes bancos ou fundos de investimento, mas por investidores privados.

Moeda sem transparência

Uma das principais características das Bitcoins é a sua praticidade e livre movimentação, sem controle por parte de órgãos regulatórios de qualquer país.

Uma pessoa pode fazer transações em Bitcoins de qualquer lugar do mundo contando apenas com uma conexão à Internet, por meio de empresas de câmbio ou vendendo produtos ou serviços em troca deles, embora a maioria das pessoas os usem como investimento.

Para Stiglitz, contudo, um dos grandes argumentos para a proibição da Bitcoin é justamente este, pois não há transparência sobre quem está envolvido em que transação e para quê, segundo ele.

“Há muitas moedas mais estáveis como o dólar e a libra, então você precisa se perguntar por que as pessoas estão comprando Bitcoins”, afirmou ele.

Segundo o economista americano, “é porque eles não querem qualquer tipo de supervisão, como temos em nosso sistema bancário tradicional”.

O universo dos negócios online sempre resistiu a qualquer tipo de regulamentação desde sua criação, e encontrou na Bitcoins seu verdadeiro sonho de liberdade.

O efeito das regulações

Na visão de Stiglitz, o que está “realmente impulsionando” o mercado Bitcoins é a implementação de regulações mais fortes no setor bancário: “O que temos a fazer é exigir mais transparência e a partir daí os Bitcoins vão simplesmente entrar em colapso”.

Ele acrescenta, por outro lado, não ser possível “eliminar a moeda virtual” como pregam algumas vozes mais radicais do meio econômico.

O que se deve fazer, por outro lado, é “dizer que trocar Bitcoins por dólares ou libras não é legal, que empresas como a Microsoft não devam aceitar Bitcoins como forma de pagamento, e que não podemos comprar ativos ou imóveis com eles “.

“Defendo o dinheiro eletrônico digital; a questão, porém, é por que precisamos de uma moeda alternativa, qual é o problema que estamos tentando resolver. Nós, como sociedade, devemos permitir isso? Na minha opinião, não”, concluiu.

Valorização e novos rumos do Bitcoin

Mesmo com vozes de peso no mundo econômico pregando a regulamentação ou restrição ao mercado de Bitcoins, o fato é que a moeda digital não para de subir.

Com uma valorização de mais de 1.200 % só em 2017, o fato é que muita gente se sente atraída para esta que parece ser a verdadeira “corrida do ouro digital”.

O movimento ficou tão forte que até mesmo as bolsas internacionais tiveram seu interesse despertado por este novo mercado, e muitas já inclusive anunciaram a criação de um mercado futuro de Bitcoins.

Por outro lado, muitas pessoas já falam em uma bolha especulativa das Bitcoins, parecida com a das Tulipas, ocorrida na Holanda. Muito se discute também sobre um possível estouro da Bolha das Bitcois em um futuro não muito distante.

Mantenha-se informado sobre essa e outras notícias sobre o mercado de Bitcoins assinando a nossa Newsletter.

Prêmio Nobel de Economia fala em proibição de Bitcoins
5 (100%) 5 votos

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here