Invenções de negócios que surgiram por acaso

Invenções de negócios que surgiram por acaso
Invenções de negócios que surgiram por acaso

Todos nós sabemos que empreendedorismo as vezes também é uma questão de sorte e a comprovação e dada por diversas histórias de sucesso que tiveram acaso na pura sorte. Veja alguns exemplos de “invenções” que surgiram por puro acaso, mas que o olhar empreendedor transformou em verdadeiros sucessos de vendas e mercado.

Post-It

Spencer Silver era já um pesquisador muito conceituado quando criou os post-its, completamente por acaso. Ele estava procurando uma forma de construir um novo adesivo mais forte do que os já existentes. No entanto, acabou por acontecer o contrário: o que ele criou era mais fraco do que o habitual. Passado alguns dias, ele concluiu que esse adesivo poderia ser usado para colar outros objetivos, sem deixar marca. No entanto, ele continuou sem saber que sentido prático poderia dar àquele novo produto. Até que um dia, um jovem estudante, começou a utilizá-lo em papéis para marcar páginas nos seus livros. Assim surgiu os post-its tão utilizados hoje em dia.

Forno de Micro Ondas

Uma das maiores invenções dos tempos modernos também surgiu por acaso. Percy Spencer estava a conduzir um projeto de pesquisas com um  tubo de vácuo chamado Magnétron. Numa das experiências, Spencer percebeu que o chocolate que ele tinha no seu bolso começava a derreter. Para ter certezas, ele inseriu milho, que posteriormente acabou por se transformar em pipoca. A partir daí, ele soube que tinha uma das maiores invenções à sua frente. No entanto, o primeiro aparelho só seria comercializado sete anos depois. O Radarange pesava 340 Kg, tinha 1.8 metros de altura e um custo de cinco mil dólares. Devido ao seu elevado tamanho e custo, o microondas apenas começou a fazer sucesso para o uso doméstico em 1967, tendo um custo de 495 dólares.

Batatas Fritas

George Crum era já um chef conceituado quando inventou as batatas fritas. No seu restaurante, um cliente mandou voltar para trás um prato que continha uma batata inteira, que estava frita. O cliente reclamou e perguntou se a batata não poderia ser cortada mais fina e mais crocante. Crum ficou furioso e para se vingar, cortou as batatas o mais fino possível, tentando irritar o cliente. Para sua surpresa, o cliente adorou e a partir daí ele passou a servir esse prato no seu restaurante. A ideia foi um autêntico sucesso e passou a ser um dos pratos mais vendidos daquele espaço. Em poucos anos, o “segredo” espalhou-se pelo resto do mundo.

Picolé

Com apenas 11 anos, Frank Epperson deixou uma mistura de suco com pó diluído em água na sua varanda, contendo ainda um palito de misturar bebidas dentro do recipiente. O problema é que nessa noite a cidade de São Francisco atingiu temperaturas muito baixas. Na manhã seguinte, ele acordou e percebeu que a sua “substância” tinha congelado, criando um sabor interessante. A esta invenção ele deu o nome de “Epsicle”. Só 18 anos depois Epperson apresentou a receita numa festa e como o suco espetado acabou fazendo sucesso, resolveu comercializar o invento. Ele patenteou a invenção nesse mesmo ano. Em 1925 todos os direitos foram vendidos a uma empresa de Nova Iorque.

Cookies de chocolate

O que Wakefield tentava fazer não era nada de inovador: bolachas de chocolate. No entanto, numa das suas tentativas ela descobriu que não tinha o chocolate que habitualmente era fornecido pelo padeiro. Em vez de ficar desesperada e tentar utilizar o método habitual, foi comprar chocolate normal e quebrou-o em pequenas partículas. Ela esperava que o chocolate derretesse no forno, como era habitual. No entanto, ele acabou por se manter sólido e quebrou-se em partículas pequenas, dando origem às pepitas nas bolachas da chocolate. Hoje em dia é do género de bolachas mais comercializado no mundo.

Fogos de Artifício

O fogo de artifício que você vê todos os finais de ano hoje não seriam uma realidade caso um cozinheiro chinês, de nome desconhecido, não tivesse cometido um erro durante uma refeição. Para fazer uma experiência, este cozinheiro inseriu carvão, enxofre e mais algumas substâncias. Depois de colocá-los todos juntos num frasco de Bambu, a mistura acabou por explodir. Tal produto recebeu o nome de huo yao e posteriormente ficou conhecido como pólvora. O conhecimento da pirotecnia era difundido na China e na Índia durante séculos antes de se estender até a Europa por meio dos árabes e gregos. Atualmente existem diversos tipos de fogos de artifício, e seus efeitos dependem da composição ou da estrutura da peça.

Massa de modelar

Durante a segunda guerra mundial, o Governo norte-americano queria que alguém criasse um material diferente do silicone, que pudesse ser utilizado nas botas dos soldados. Então, James Wright propos fazer esse trabalho. Durante os testes, Wright adicionou ácido bórico à substância, tornando algo pegajoso. Apesar de não ter qualquer utensílio para o que era pretendido pelo Governo, Wright acabou por encontrar alguma utilidade para as crianças, criando a massa modelar (ou plasticina para o português de Portugal). Hoje em dia ela existe em várias cores e é utilizada para milhões de crianças em todo o mundo.

Viagra

Este comprimido que faz alegrias a muitos homens em redor do globo foi descoberto em 1992. Investigadores norte-americanos estavam a trabalhar arduamente para descobrirem uma nova droga para tratar das anginas, o que acabou por se revelar uma grande ampliador da vontade sexual masculina. De fato, o comprimido até ajudava no tratamento das anginas, mas a verdade é que a estimulação pélvica acontecia de uma forma pouco comum. A Pfizer conseqüentemente decidiu comercializá-la como tratamento para a disfunção erétil, ao invés de tratamento para a angina. A droga foi patenteada em 1996, e aprovada para uso na disfunção erétil. Rapidamente ela se tornou um grande sucesso: as vendas anuais de Viagra no período de 1999–2001 excederam 1 bilhão de dólares.

Invenções de negócios que surgiram por acaso
Avalie este artigo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here