Os principais pecados dos empreendedores de primeira viagem
Os principais pecados dos empreendedores de primeira viagem

Os principais pecados dos empreendedores de primeira viagem

Os principais pecados dos empreendedores de primeira viagem
Quais os principais pecados dos empreendedores de primeira viagem

A maioria dos empreendedores estão familiarizados com o percentual ridiculamente alto de pequenas empresas que fecham nos primeiros 2 anos de operação.

Os donos das empresas que sobreviveram às chances irão dizer que não alcançaram o sucesso apenas por conta da sua paixão.

O sucesso requer muito trabalho e, na maioria das situações, isso não acontece do dia para a noite.

Por isso, aqui estão os erros mais comuns que os empreendedores de primeira viagem fazem consistentemente.

Não leva em conta as reservas em caixa suficiente para se sustentar

Uma das razões porque as pequenas empresas falham dentro dos primeiros 2 anos não é porque o modelo de negócio não é viável, ou porque o empreendedor não é bom o suficiente para fazer o negócio funcionar.

A maioria dos empreendedores simplesmente ficam sem dinheiro para suportar o negócio até que ele seja rentável o suficiente para se auto sustentar.

 Dica – Crie proativamente um fundo especial destinado a apoiar-se durante a fase de arranque do seu negócio. Esteja consciente de que você criou esse fundo para apoiar você e a sua empresa por 2 anos para aliviar a pressão até que a sua empresa possa se auto sustentar e você suportar os seus custos.

Usar suposições excessivamente otimistas durante o planejamento

Existem muitos empreendedores novatos caindo nessa armadilha. Eles têm uma grande ideia e convenceram seus amigos e familiares que faz sentido.

Aí eles partem para a briga apenas para perceber que haviam alguns detalhes tão pequenos que eles falharam ao considerar, ou algumas áreas onde seus pressupostos eram excessivamente otimista que simplesmente tornam o negócio insustentável.

Seja honesto com você mesmo. Você está subestimando tempo necessário para conquistar o primeiro cliente? Você está superestimando a demanda para o produto? Você está assumindo o risco zero, não contemplando o que pode dar errado?

 Dica – Encontre 3 a 5 pessoas completamente objetivas (e não amigos ou familiares) e, especificamente peça a eles para bancar o advogado do diabo para ajudar a identificar a vulnerabilidade do seu negócio e, em seguida, tome medidas para mitiga-los.

Não avaliar corretamente seu modelo de negócios

Nem todo mundo incorpora um modelo de negócio em seu planejamento. É tão fácil se ensaboar em torno do conceito do seu negócio, mas avaliar objetivamente o seu modelo de negócios é outra coisa.

A simples verdade é que ter uma grande ideia é apenas o começo – e isso nem sempre se traduz em um modelo rentável.

 Dica – Considere recorrer a um centro de desenvolvimento de pequenas empresas para avaliar o modelo de negócios e oferecer aconselhamento especializado.Sua perspectiva pode identificar uma estrutura mais viável que faz mais sentido para os negócios que você já estabeleceu.

Tentar fazer tudo sozinho para economizar dinheiro

Se você tentar fazer tudo sozinho, você não apenas vai dar com os burros n’água, como a sua empresa vai acabar sofrendo, porque você não terá os conhecimentos suficientes em cada área.

Tempo é dinheiro. Pense sobre onde você deve pessoalmente investir suas energias.

Caso você não seja desenvolvedor, refine o seu conteúdo de produtos e serviços, cultivando relacionamentos com clientes-chave e partes interessadas, desenvolvendo credibilidade de seu setor.

Ninguém pode fazer isso por você.

Dito isso, as outras pessoas podem desenvolver o seu site, lidar com suas relações públicas, desenvolver modelos para seus boletins de notícias, executar funções administrativas e etc.

 Dica – A chave é identificar o que terceirizar e o que manter. Uma boa regra de ouro é que se essas coisas não fazem parte da sua competência central, você tem pouca experiência na área, é demorado e há muitos fornecedores que podem oferecer o serviço a um custo razoável, considere a terceirização.

Não estar disposto a trabalhar como um cão nos primeiros dias

Muitos empreendedores lançam suas empresas e ficam chocados enquanto trabalham menos de 20 horas por semana e não atingem os resultados esperados.

Eles parecem ter uma visão fascinante do empreendedorismo, onde eles têm que começar no topo e pular o trabalho duro. A verdade é simples: se você quiser construir algo, você tem que se esforçar e fazer logo.

Isso pode significar trabalhar muito enquanto você estiver começando. Por trabalhar muito, entenda trabalhar noites e finais de semana, consecutivos.

 Dica – Antes de saltar para o mundo do empreendedorismo, avalie o seu estilo de vida e perceba que você vai perder o seu tempo livre.

Os preços de seus produtos são muito baixos, ou muito altos

Muitas vezes, por começar pequeno e querer ganhar mercado, os preços das empresas são baixos demais para serem levados a sério.

Assim, as pessoas pedem uma proposta para a sua empresa e, não acreditam que a sua empresa pode entregar o que está prometendo pelo preço proposto.

Na outra extremidade, você também não pode começar cobrando muito alto. Não adianta colocar seu preço no alto e querer ser visto como uma empresa relevante no mercado da noite pro dia.

 Dica – Faça uma pesquisa para ver quanto as pessoas estão cobrando. É muito mais inteligente oferecer preços competitivos inicialmente, provar o seu valor e, em seguida, aumentar os preços ao longo do tempo. Em muitos casos, pergunte aos clientes qual é o seu orçamento. Isso não apenas irá lhe dar uma ideia de quanto cobrar, mas pode minimizar o risco de subavaliação ou dos preços de seus produtos e serviços. Você pode considerar a possibilidade de diferentes opções de preços para aumentar a probabilidade de estar oferecendo algo na faixa de preço que seu cliente pode pagar.

Não ter uma estratégia de crescimento

Todos nós sabemos de algum restaurante que era maravilhoso na sua inauguração, mas após a sua expansão e crescimento, o serviço decaiu. Então ele desenvolveu uma reputação ruim e acabou fechando.

Enquanto a maioria das pequenas empresas tem por objetivo ganhar o máximo de negócios possível, isso não é necessariamente verdade.

Às vezes você pode atrair muito negócio e, em seguida, ter um desafio enorme que ameaça a saúde e viabilidade de seu negócio no longo prazo.

 Dica – Pense em como você quer crescer e desenvolver uma estratégia de crescimento de alto nível desde cedo – mesmo que ela mude com o tempo.

Por Enrico Cardoso

GD Star Rating
loading...
Pecados dos empreendedores de primeira viagem, 10.0 out of 10 based on 1 rating

DEIXE UMA RESPOSTA