Veja nesta matéria uma análise sobre as franquias virtuais como opção de negócio próprio, uma alternativa que vem chamando a atenção de muitos empreendedores no Brasil, pelo seu baixo custo inicial e a possibilidade de trabalhar em casa.
Veja nesta matéria uma análise sobre as franquias virtuais como opção de negócio próprio, uma alternativa que vem chamando a atenção de muitos empreendedores no Brasil, pelo seu baixo custo inicial e a possibilidade de trabalhar em casa.

Franquias virtuais como opção de negócio próprio

As franquias virtuais como opção de negócio próprio é uma alternativa que tem interessado um número cada vez maior de empreendedores nos últimos tempos.

As franquias virtuais vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil e já passam a ser uma opção para quem deseja iniciar um negócio online, principalmente para os empreendedores antenados que tem uma que especial pela Internet.

Para melhorar o cenário, existem diversas franquias virtuais baratas e que podem ser montadas em sua própria casa.

Uma franquia virtual é o uso de uma marca, seus métodos e processos, criada para ser usada apenas no ambiente online. As regras são as mesmas de uma franquia física.

Você terá que seguir as regras de venda da marca  que você comprou. Você paga para usar a marca, mas os lucros da loja ou prestadora de serviços são seus diretamente.

Cresce o número de franquias virtuais

Segundo informações da ABF – Associação Brasileira de Franchising, atualmente existem cerca de 16 franquias virtuais associadas à entidade. Esse número, no entanto, tende a crescer nos próximos anos.

As franquias virtuais são encaradas como uma tendência de franchising. A expectativa é de que nos próximos cinco anos a quantidade de redes com este modelo crescerá entre 25% e 30% ao ano.

O crescimento das franquias virtuais está diretamente atrelado às facilidades e a autonomia que o empreendedor consegue ter com a sua rotina.

Quem é dono de um negócio virtual não tem horários fixos e nem local de emprego estabelecido. É possível trabalhar até de frente para o mar, com um laptop à mão, muito embora essa imagem, na maioria das vezes, não corresponda à realidade.

Além disso, o amadurecimento da internet auxilia o desenvolvimento desse tipo de negócio.

Um outro atrativo do segmento é o baixo valor do investimento inicial e a facilidade de operar sem loja física, além de o custo ser menor, exigindo do interessado investimentos entre R$ 5.000 e R$ 50.000.

Existem diversas franquias virtuais baratas no mercado além de uma grande variedade de serviços oferecidos por esse tipo de negócio, como vendas de soluções em estratégia de marketing digital, serviços de consultoria variados, oferta de emprego e venda de produtos eletrônicos através de lojas virtuais.

Cuidados envolvendo as franquias virtuais

Franquias virtuais como opção de negócio próprio
Franquias Virtuais

Um dos fatores que seduz bastante no segmento de franquias virtuais é o baixo custo de investimento, possibilidade de retorno rápido e um mercado que fatura bilhões de reais por ano, tornam esse modelo de negócio tentador aos olhos dos novos empreendedores.

No entanto, abrir uma franquia virtual requer cuidados. É imprescindível que os interessados pesquisem e questionem o tipo de suporte oferecido pelos franqueadores.

Os cuidados e os riscos para se tornar um franqueado virtual são os mesmos que em qualquer outro tipo de franquia, por isso é essencial que o interessado tenha todos os detalhes necessários que os auxiliem em sua tomada de decisão.

Para Alberto Valle, diretor do Curso de E-commerce, empresa carioca especializada em treinamentos nas áreas do comércio eletrônico e marketing digital, o franqueado precisa necessariamente conhecer bem o mercado e se capacitar.

“Montar uma franquia virtual sem compreender o mercado online é navegar no escuro. O franqueado precisa dominar as técnicas de marketing digital e o ambiente negocial online, caso contrário fica difícil crescer.”, completa o consultor.

O franqueado também deve analisar com cuidado a proposta da franquia. Em quase 30 anos de franchising no Brasil, muitas novidades vieram para ficar e outras ainda surgirão, mas sempre é preciso olhar com cautela para tudo o que surge, seja inovador ou releitura de negócios já existentes. É uma questão de prudência empresarial.

Franquias virtuais com as regras do mundo físico

Não é por que se tratam de franquias virtuais que esse segmento fuja das regras gerais do franchising no Brasil. As franquias online são apenas um outro modelo de franquia.

Elas também são reguladas pela Lei de Franchising – 8.955/94, e por isso seguem as mesmas regras das redes tradicionais, inclusive no que diz respeito às práticas de mercado atuais na sua concessão e gestão.

Os donos das franquias virtuais também precisam tomar cuidado também na escolha do franqueado. Realizar uma forte análise de perfil e da capacitação dos candidatos a franqueados, afinal, uma escolha mal feita traz sérios prejuízos para a rede.

Com o crescimento dos negócios online no país, a opção pelas franquias virtuais parece ser um ótimo caminho para o empreendedor digital.

A adoção do modelo de franquias virtuais como opção de negócio próprio é cada vez mais olhada como uma boa alternativa para quem deseja ingressar neste setor. Mantenha-se atualizado assinando a nossa Newsletter.

GD Star Rating
loading...
Franquias virtuais como opção de negócio próprio, 10.0 out of 10 based on 4 ratings

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA