Franquias são a preferência dos novos empreendedores

Franquias tem a preferência dos novos empreendedores

Boa parte da população brasileira sonha em ter seu próprio negócio: o problema é encontrar o modelo de negócio ideal com a menor probabilidade de risco. .

Por isso, nada melhor que um mercado que registrou um faturamento de 55 bilhões de reais, em 2009, para dar início a uma nova etapa.

O setor de franquias no Brasil tem proporcionado maior segurança e confiabilidade para os “novos empresários”.

Além de contar com a credibilidade da marca, o empreendedor já tem disponível pela franqueadora toda a infraestrutura padrão para o início do negócio.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising – ABF, o setor que registrou o melhor desempenho foi o mercado de acessórios pessoais e calçados, com um crescimento de 44,8%.

Figurando entre as principais redes de franquias do setor, a marca de bolsas e acessórios Mônica Sanches anotou um crescimento de 85% no ano passado.

Em franca expansão, a rede de lojas Monica Sanches conta, atualmente com 17 lojas próprias e mais 12 franquias espalhadas pelas principais cidades brasileiras.

“A expectativa é que, em três anos, a rede abrigue 200 franqueados”, afirma o diretor de expansão da marca, José Horácio Pupo.

Com uma produção mensal de 40 mil peças e com rentabilidade mensal estimada entre 20 e 25%, a Mônica Sanches se configura no cenário nacional como uma das principais marcas de bolsas e acessórios femininos.

De acordo com Pupo, já são mais de 400 candidatos cadastrados que estão sob análise da empresa para se tornar um franqueado.

Marcus Tavares Pais, parceiro no programa de expansão da Mônica Sanches, possui uma loja há oito meses e já adquiriu o ponto comercial para a abertura da segunda unidade no primeiro trimestre de 2011.

Segundo Pais, a tranqüilidade de se trabalhar com uma marca de bom gosto e com público cativo, como a rede de lojas Mônica Sanches, não se compara ao estresse do dia-a-dia de um trabalho comum.

“O ambiente de trabalho é muito agradável. A decoração das lojas e o bom gosto das peças tornam a obrigação um prazer. Além disso, a credibilidade da marca faz com que o retorno de investimento venha com naturalidade”.

Franquias no Brasil

Um levantamento realizado pela Associação Brasileira de Franquias apontou um faturamento de 55 bilhões de reais, conquistados por 850 franqueadoras, em 2009.

No mesmo período, foram abertas 14.365 franquias no Brasil, o que dá uma média de 39 empreendimentos por dia. O número de empregos gerados pelo setor de franquias superou a marca de 1,5 milhão, o que colocou o Brasil na terceira posição no cenário mundial.

Já dados da Federação Ibero-americana de Franquias mostram que o Brasil concentra 40% das mais de duas mil centrais de franquias da América Latina. Esses dados já são um bom motivo para a procura por franquias pelos novos empreendedores.

GD Star Rating
loading...
Franquias e novos empreendedores, 10.0 out of 10 based on 2 ratings

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas assim você estará provavelmente perdendo a chance de encabeçar um grande negócio no futuro, e está sendo ingenuo, pois o que é bom hoje pode ser ultrapassado amanhã, exatamente pelo pequeno negócio. Acredito que seja muito mais importante avaliar friamente o negócio em si, a projeção que ele tem para o futuro, e fundamentalmente o seu grau de identificação com o que pretende se tornar franqueado, afinal se for vegetariano não combina com uma franquia de churrasco. Um abraço reveja seus preconceitos e “desengesse” sua mente. Sucesso.

  2. Ao meu ver, as franquias podem ser muito boas, mas é preciso ter muito cuidado na hora de escolher. Nem sempre os franqueadores oferecem boas vantagens. Se um dia eu for abrir uma franquia, vou dar preferência para marcas conhecidas e muito bem posicionadas. Se é para abrir uma franquia de um negócio pequeno e pouco conhecido, melhor começar um novo negócio do zero.

    Abraços,
    Matheus Zeuch

DEIXE UMA RESPOSTA