7 coisas que os grandes empreendedores não fazem

7 coisas que os grandes empreendedores não fazemAtualmente, qualquer pessoa possua um computador e tenha criado um blog, já se acha um empreendedor.

A dura verdade verdade sobre isso é que o simples fato de chamar a si mesmo de CEO não torna você um CEO. E, ter um pequeno exército de seguidores no Twitter ou fãs no Facebook não faz de você um líder.

Não queremos dilacerar suas esperanças e sonhos, mas a verdade é que grande parte das coisas que você está fazendo não vai levá-lo a ser um grande líder ou empreendedor.

Ninguém quer ouvir isso, mas é verdade. E quanto mais cedo você percebe que não será o novo Mark Zuckerberg, melhor.

Assim, enquanto não há uma forma, regra, ou receita para te transformar em um verdadeiro empreendedor, existem algumas coisas que você pode aprender e que os empreendedores de sucesso têm em comum.

Isso pode surpreender você, mas o que diferencia os empreendedores de sucesso não é um rol de atributos. São suas ações. O que os tornam únicos é o que eles fazem e, principalmente o que eles não fazem.

O que os grandes empreendedores NÃO fazem

Para que você possa ter uma ideia de algumas atitudes que diferenciam os empreendedores de sucesso, fizemos o trabalho de forma contrária. Ao invés de mostrarmos o que eles fazem, vamos mostrar justamente o que eles NÃO fazem.

Eles não se denominam empreendedores

Os empreendedores de sucesso não se denominam empreendedores. Eles não fazem o que todo mundo está fazendo nos dias de hoje.

Eles não seguem o status quo, a sabedoria convencional ou modismos populares. Eles trilham seu próprio caminho. Eles são líderes de seus próprios destinos. Isso é o que os impulsiona. E, é por isso que eles conseguem.

Eles NÃO tentam ser o que não são

Provavelmente o mito de negócios mais prejudicial que pode existir é a marca pessoal. Você não é um produto, e você não pode mudar quem você é. Além disso, os empreendedores reais não pensam sobre si mesmos. Eles pensam sobre suas ideias e como transformá-las em produtos e serviços. E entregar esses produtos e serviços.

Eles NÃO pensam no equilíbrio entre trabalho e vida

Os grandes empreendedores são workaholics. Isso significa que seu trabalho vem em primeiro lugar. E é assim que eles vivem.

Eles não são libertinos, os amantes da diversão que vivem para a chegada do final de semana. Eles vivem para fazerem o que amam: construir algo maior que eles mesmos.

Eles NÃO fazem isso por dinheiro

Eles não lamentam o quão duro estão trabalhando para ninguém. Eles apenas trabalham. E, por serem apaixonados pelo que fazem e focados como um raio laser, o dinheiro acaba chegando eventualmente, no longo prazo.

Eles NÃO têm tarefas diárias

Grandes empreendedores não molham os pés na água. Eles pulam de cabeça, sem pensar no risco das pedras que estão sob as águas. Eles não fazem um pouco disso e um pouco daquilo. Quando eles batem em alguma coisa que acham ser legal e emocionante, eles vão com tudo.

Eles NÃO têm grandes visões

Enquanto alguns têm grandes ilusões de que estão destinados à grandeza – uma profecia que muitas vezes não é auto-realizável, curiosamente – em sua maior parte, eles geralmente não têm grandes visões para suas empresas.

Mark Zuckerberg, por exemplo, não estava tentando criar uma empresa. Ele só queria catalogar seus colegas de classe e faculdade.

Eles NÃO tem mentores virtuais

A maioria das pessoas seguem todos os tipos de escritores e blogueiros diariamente. Isso é bom, mas para chegar a algum lugar na vida, para fazer grandes coisas, você tem que ter mentores do mundo real.

O ex-presidente da Intel, Andy Groove foi mentor de Steve Jobs. Jobs, por sua vez aconselhou os fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin. Por trás de todo grande empreendedor, há pelo menos um grande mentor REAL.

Eles NÃO cedem ao medo

Eles não prestam atenção a essas vozes em suas cabeças, que vivem lembrando tudo que pode dar errado. Eles não são destemidos. Ninguém é. Eles apenas não deixam que os medos os impeçam de correr riscos. Eles escutam algumas outras vozes, no entanto: a voz da razão e seus instintos.

   Leia também o artigo Empreendedores de Sucesso e Empresas Que Não Saem do Lugar

GD Star Rating
loading...

DEIXE UMA RESPOSTA